LOGO RBBB

Eventos

RBB nas Redes Sociais

facebook-logo twitter-logo delicious-logo youtube-logo

72356430 2525144957772302 5445433449408102400 o

No próximo dia 15 de outubro, pelas 14.30h, na Biblioteca Municipal será inaugurada uma exposição dedicada à vida das grafonolas intitulada “ A vida do som”.

Desde a primeira tentativa de registo de som feita por Leon Scott, em 1856, até Emílio Berliner, em 1887, muito aconteceu no mundo do som. Nomes como Ch. Cros e Edison deram também um contributo importante na capacidade do Homem em reproduzir o som, mas também em gravá-lo, e dessa forma, perpetuá-lo. É esta história extraordinária que se pretende contar nesta exposição de grafonolas da colecção privada de Joaquim Teixeira. A entrada é livre.

72232461 708502642956451 2897875672254906368 n

Com o início do ano lectivo 2019/2020, a Biblioteca Municipal de Mondim de Basto retomou o projecto “Ler+ ajuda-te a crescer” . O Projeto “LER+ ajuda-te a crescer” é um projeto da responsabilidade da Biblioteca Municipal e pretende abranger todos os Jardins-de-Infância do Concelho de Mondim de Basto. Funciona desde 2013 (com 90 a 100 sessões por ano) e, numa 1ª fase, envolveu o Jardim-de-infância de Mondim de Basto e, numa 2ª fase, os restantes Jardins-de-Infância do concelho. Este projeto procura atingir os objetivos gerais da Biblioteca Municipal para a promoção do livro e da leitura, os objetivos de promoção de leitura do Protocolo SABE (Serviço de Apoio às Bibliotecas Escolares), assinado em Dezembro de 2017 entre o Município de Mondim de Basto, o Agrupamento de Escolas de Mondim de Basto e a Rede de Bibliotecas Escolares), e os objetivos das Orientações Curriculares para a Educação Pré-Escolar. A obra escolhida para a semana que passou foi “Adivinha Quanto Eu Gosto de Ti no Outono” de Sam McBratney. Este livro do Plano Nacional de Leitura, recomendado para Educação Pré-Escolar e destinado a leitura em voz alta, conta a história de uma pequena lebre castanha que adora brincar ao vento do Outono - especialmente quando ele lhe traz uma grande surpresa. Dos criadores de Adivinha Quanto Eu Gosto de Ti, quatro novas histórias encantadoras, perfeitas para partilhar com os seus filhos!

69989776 2965243643549525 783507274374053888 n

Foi inaugurada no passado dia 3 de Setembro, na Biblioteca Municipal, a exposição “Joshua Benoliel: repórter parlamentar 1904-1926”. Esta exposição, organizada pelo Museu da Assembleia da República, pretende mostrar o trabalho do autor, considerado, por muitos, o pai do fotojornalismo português. A apresentação da exposição esteve a cargo do Dr. Miguel de Sousa Lara e do Dr. Francisco de Lencastre e Távora, curadores do Museu da Assembleia da República.

 

Joshua Benoliel nasceu em Lisboa a 13 de janeiro de 1873 no seio de uma família judia. Efetuou a cobertura jornalística dos grandes acontecimentos da sua época, acompanhando os reis D. Carlos I e D. Manuel II nas suas viagens ao estrangeiro, a Revolução de 1910, as revoltas monárquicas durante a Primeira República, o Sidonismo e a participação portuguesa na I Guerra Mundial.

 

A referida exposição estará patente até ao próximo dia 27 de Setembro. A entrada é livre.

IMG PROMOCAO TOMI

Vai decorrer no próximo dia 3 de setembro, pelas 16:00h, na Biblioteca Municipal, a inauguração da Exposição “Joshua Benoliel: um repórter parlamentar – 1904-1926”.

Joshua Benoliel foi um destacado jornalista e fotógrafo, descendente de uma família hebraica estabelecida em Cabo Verde, sendo-lhe atribuído o estatuto de precursor e criador da reportagem fotográfica em Portugal. Neste contexto, fez a cobertura jornalística dos grandes acontecimentos da sua época, nomeadamente no que se refere ao acompanhamento dos reis D. Carlos e D. Manuel, aquando das suas viagens ao estrangeiro, a par dos episódios relacionados com a revolução de 1910, para além  das revoltas monárquicas durante a República. Acompanhou ainda as movimentações do exército português que combateu na Flandres por ocasião da Primeira Guerra Mundial. Da colaboração mantida com o Diário de Lisboa e o Jornal O Século, através da revista ilustrada publicada por este periódico entre 1906 e 1918 e de 1924 até ao seu falecimento. Joshua Benoliel colaborou ainda com o Ocidente e o Panorama, tendo a sua ação influenciado e impulsionado decididamente o fotojornalismo no nosso País. Trata-se pois, de uma oportunidade única para contactar de perto com esta fase da história do fotojornalismo português, conhecendo de perto o trabalho desenvolvido por um dos seus principais mentores, que se procura assinalar e dar a conhecer. Faleceu em Lisboa em 3 de fevereiro de 1932. A 13 de Dezembro de 1921 foi feito Oficial da Ordem Militar de Sant'Iago da Espada.

 

A entrada é livre.