Antonio Alçada

Escritor português nascido na Covilhã, licenciado em Direito. Um intenso envolvimento cultural desperta-lhe a necessidade de intervenção, o que o leva a uma actividade editorial e à Direcção da Revista “O Tempo e o Modo”, moldada, numa primeira fase, na revista francesa Esprit, de inspiração cristã. Mais recentemente colaborava em jornais e revistas, na rádio e na televisão, tendo também desempenhado cargo de presidente do Instituto Português do Livro.
Em 1971 inicia a publicação da Peregrinação Interior (voII, Reflexões sobre Deus) que continuará em 1982 (vol.II, O Anjo da esperança), escrita num registo sem muita tradição entre nós: intensamente autobiográfico sem ser autobiografia. Daí que as suas personagens sejam mais instrumentos de reflexão, de procura de algo e de inquietação, do que personagens de uma história. Alçada Baptista foi assim. Homem de intensa reflexão cristã que procurava incutir nas suas personagens um texto de uma missão maior, a missão da civilização cristã. Morreu no domingo aos 81 anos.

Suas obras:

Documentos Políticos (1970)
Reflexões Sobre Deus (1971)
Peregrinação Interior I – Reflexões Sobre Deus (1971)
O Tempo Das Palavras (1973)
Conversas Com Marcelo Caetano (1973)
Peregrinação Interior II – O Anjo Da Esperança (1982)
Os Nós E Os Laços (1985)
Catarina Ou O Sabor Da Maçã (1988)
Tia Suzana. Meu Amor (1989)
O Riso De Deus (1994)
Pesca à Linha – Algumas Memórias (1998)
Um Olhar à Nossa Volta (2002)
A Cor dos Dias – Memórias e Peregrinações (2003)

{backbutton}