Bicentenário do Nascimento

Faz hoje duzentos anos que Edgar Alan Poe nasceu. Precursor da literatura policial, autor de memoráveis títulos como “Os Crimes da Rua Morgue”, “A Carta Roubada”, “O Mistério de Maria Roget”,”Narrativa de A. Gordon Pym”, Alan Poe inaugurou um estilo literário em que a intriga e o mistério são pontos fortes e determinantes.

Pequena Biografia - Nasceu em Boston a 19 de Janeiro de 1809. Em 1826 matriculou-se na Universidade da Virgínia tendo sido mestre da Jefferson Literary Society. Neste ano, Poe publicou um pequeno volume de poesias, intitulado "Tamerlane And Other Poems". Este livro é tão raro que uma única cópia já foi vendida por 64.000€. Em 1827, alistou-se no exército dos Estados Unidos. Em 1829, Poe publicou seu segundo livro de poesia intitulado: "Al Araaf, Tarmelane and Minor Poems". Mal saiu de West Point, em 1831, Poe começou a escrever em prosa no jornal “Philadelphia Saturday Courier”. O sucesso alcançado motivou-o a continuar a escrever, tendo ao mesmo tempo assumido a direcção do Jornal “Southern Literary Messenger”. É também nesta altura que casa. As críticas ácidas e os sensacionais contos de Poe fizeram com que ficasse muito conhecido como autor. Pouco se sabe da vida de Poe depois de deixar o“Messenger”, porém, em 1838, ele foi para Philadelphia, onde viveu seis anos. Foi editor do " Burton's Gentleman's Magazine" de Julho de 1839 a Junho de 1840, e do "Graham's Magazine" de Abril, 1841, a Maio de 1842. Em Abril de 1844, sem dinheiro para sustentar a família, Poe vai para Nova York, onde encontra trabalho no " New York Evening Mirror". Em 1840 o " Tales of the Grotesque and Arabesque" (Contos do Grotesco e do Arabesco) de Poe é publicado em dois volumes em Philadelphia. Em 1845, fica famoso com o espectacular poema "The Raven" (O Corvo), e em Março desse ano, junta-se a C. F. Briggs numa tentativa de publicar o "The Broadway Journal". Também em 1845, Wiley and Putnam publicaram uma tiragem do " Tales by Edgar A. Poe" e "The Raven and Other Poems". O ano de 1846 foi trágico para Poe. O " The Broadway Journal" faliu, Virgínia ficou muito doente falecendo a 30 de Janeiro de 1847. Arrasado, Poe refugiou-se na bebida vindo a falecer a 7 de Outubro de 1849. As suas últimas palavras teriam sido, de acordo com determinadas fontes, «It's all over now: write Eddy is no more», em português, «Está tudo acabado: escrevam Eddy já não existe». Outras fontes dizem ter sido as últimas palavras: " Lord help my poor soul", em português, "Deus, ajude a minha pobre alma". É dito também que chamava constantemente por um tal "Reynolds", revelando indícios de extremo desespero, um dia antes de morrer. Até hoje a sua morte, envolta em mistério, nunca foi cabalmente explicada.
{backbutton}